Praticamente intacta dos severos bombardeios que devastaram as cidades alemãs nas duas guerras do início do século 19, Tübingen, uma pequena cidade medieval no centro do estado de Baden-Württemberg, no sul do país, destaca-se pela beleza de seu preservado patrimônio arquitetônico e seu vibrante estilo de vida. Recentemente, voltou aos noticiários mundiais com as novas descobertas paleontológicas da Universidade Eberhard Karls de Tübingen, que impulsiona a vida local desde 1477, ano em que foi fundada.

6
Praça do Mercado no centro da cidade.

Com 89 mil habitantes, sendo quase um terço deles estudantes, Tübingen já foi considerada, em 1995, pela revista Focus, a cidade alemã com a melhor qualidade de vida, devido à sua excelente infraestrutura, rede de transportes, ciclovias, opções de cultura e lazer, área verde, educação e saúde, entre outros. Por ser um centro de excelência do saber, hospeda poucas indústrias,  e ficou praticamente intacta após os conflitos na 2ª Guerra Mundial.

Seu pequeno centro histórico esparrama-se por colinas e é cercada por rios e canais. No topo de uma delas, está o castelo Hohentübingen, uma das construções mais antigas da cidade onde, hoje, é o museu Alten Kulturen. Fundada pelos alamanos, povos germânicos que ocuparam a região na antiguidade e que deram origem ao nome português Alemanha, a pequena urbe impressiona com suas belíssimas construções de madeira, ruas e vielas estreitas, calçadões e escadarias, telhados, e uma diversidade de pequenos cafés, restaurantes e lojas espalhados por todos os lados.

14
Arquitetura típica da região da Suábia.

Departamentos da universidade ocupam edifícios em várias partes da cidade, garantindo um intenso movimento durante dia e noite, além dos muitos turistas que a invadem  para desfrutarem de suas atrações. Como é uma ocupação antiga, construída em morros, e tem o centro praticamente fechado para carros, caminhar é o única opção para se conhecê-la detalhadamente. O sobe e desce é inevitável. Seja por ruas ou escadarias. A igreja de São Jorge, construída em 1490, fica no topo de uma colina. Para poder ver Tübingen do alto de sua torre, é preciso subir centenas de degraus. O castelo Hohentübingen, em de outra colina. Os parques, o rio Neckar, a Hörderlinturm, todos estão no pé de um vale. O Jardim Botânico, a reitoria da universidade, grande parte do centro histórico, estão no vale do outro lado da montanha. A caminhada, porém, é agradável. Há tanto que se observar e tantos caminhos a seguir que o tempo acaba sendo curto para qualquer expectativa.

5
Centro histórico preservado atrai visitantes durante todo o ano

A combinação entre beleza e conhecimento atraiu milhões de pessoas nos 540 anos da Universidade de Tübingen. Nomes que mudaram o destino do país e da humanidade como Kurt Kiesinger, Albert Schweizer, Alois Alzheimer, Friedrich Hegel and Joseph Ratzinger (Papa Benedito 16). Placas afixadas nas fachadas de construções indicam quem passou por onde por lá. É preciso andar atento. A cada olhar, uma nova descoberta acontece em Tübingen. 

Para ver mais fotos, clique AQUI.

1
Rio Neckar

Anúncios